Pobreza e Exclusão Social: Uma reflexão sobre Sociedade, Ética e Negócio

  • Josean Da Silva Instituto Superior de Educação da Paraíba
Palabras clave: Pobreza; Exclusión Social; Sociedad; Ética; Negocio

Resumen

Aunque la relación entre pobreza y exclusión social es el fulcro de una discusión recurrente en las ciencias sociales, sobre todo en América Latina, la curiosidad epistemológica ligada al tema es extremadamente polisémica y este trabajo explora evidencias de la construcción de una red de símbolos que orquesta la conferencia de la conferencia realidad social actual para la cual el pragmatismo utópico de una ética cuestionable se muestra más perverso que mesiánico en el mundo de los negocios. La propuesta de la reflexión en cuestión toma como base teórica las curiosidades epistemológicas flagradas por pensadores tales Burzstyn (2002), Castel (1998), Rocha (2000), Byung-ChulHan (2016), Faleiros (2007), Bolaños (2012), Perez Jáuregui (2009), Bóbio (1992) Cohen (2003) y otros.

Biografía del autor/a

Josean Da Silva, Instituto Superior de Educação da Paraíba

Mestre em Serviço Social na linha de Políticas Sociais pela Universidade Federal da Paraíba; Ele é formado em Pedagogia e Tecnólogo em Agroindústria. Por 10 anos ele pesquisa e escreve sobre Pobreza e Exclusão Social na América Latina. Destacou-se como pesquisador, atuou em diversas escolas públicas e privadas, lecionando, entre outras, as disciplinas de Filosofia, Sociologia Jurídica, Antropologia Legal e Políticas Públicas. Atualmente, é professor efetivo da Faculdade de Ciências Humanas do Sertão Central de Pernambuco e Auditor Ambiental do TdA em Tratamento de Água, empresa com a qual atua há 15 anos. E-mail de contato: joseandasilva@yahoo.com.br

Citas

Bobbio, N. (1992). A era dos direitos. Rio de Janeiro: Campus.

Bolaños, H. (2012). Del dicho al hecho. Temas Grupo Editorial Sri.

Burzstyn, M. (2002). No meio da rua. Rio de Janeiro: Garamond

Campos, A. (2013). Trabalho, Qualificação, Poder e Precariedade: Uma abordagem dinâmica à estruturação dos modelos produtivos, a partir de um estudo de caso da profissão científica. Sociologia, XXV, pp. 11- 32

Cardina, M. (2014). A filosofia da esperança de Ernst Bloch. In Unipop (Ed.). Pensamento Crítico Contemporâneo, 70, pp. 88-100. Lisboa: Edições

Castel, R. (1998). As metamorfoses da questão social. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes

Cohen, M. (2006). Identidad, Subjectividad y lengua de origen. Buenos Aires: El signo

Faleiros, V. de P. (2007). Estratégias em Serviço Social. São Paulo: Cortez

Linhares, C. (2001). Os lugares dos sujeitos na pesquisa educacional. MS: Ed. UFMS

Maleane, S. M. O. T.; Suaiden, E. J. Inclusão, exclusão social e pobreza em moçambique em pleno século XXI. Recuperado de http://www.brapci.inf.br/v/a/22438

Monteiro, B. (2014). Frágil como o Mundo. Etnografia do Quotidiano operário. Porto: Afrontamento


Neves, J. (2014). Antonio Negri, genealogia e possibilidades do comum. In Unipop (Ed.). Pensamento Crítico Contemporâeno, 70. Lisboa: Edições

Pérez Jauregui, I. (2005). Estrés laboral y síndrome de Burn-out: sufrimiento y sinsentido en el trabajo estrategias para abordarlos. Buenos Aires: Psicoteca

Rocha, S. (2000). Pobreza e desigualdades no Brasil: o esgotamento dos efeitos do Plano Real. Rio de Janeiro: Ipea.

Soeiro, J. e Campos, A. (Abril 2014). O "empreendedorismo como política pública? Apropriações e narrativas no campo político e institucional". In Congresso da Associação Portuguesa de Sociologia. 14-16. Évora.
Sem, A. (2000). Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das letras

Sposati, A. (s.f.). Exclusão social abaixo da linha do Equador. Recuperado de http://www.twiki.ufba.br/twiki/pub/GEC/RefID/exclusao.pdf
Publicado
2018-06-05